Humano como um neandertal

Os humanos modernos (Homo sapiens, nossa espécie) chegaram à Europa por volta de 45 mil anos atrás. Porém, outro grupo de hominídeos, os nossos parentes neandertais (Homo neanderthalensis) já ocupava a Europa há muito tempo, há pelo menos 200 mil anos. Apesar disso, muito pouco se conhece sobre as culturas dos neandertais. Artefatos feitos em rocha e ferramentas feitas com ossos de outros animais são comumente encontrados, mas afora isso outros registros culturais, como uso de pigmentos e locais de sepultamento, são muito escassos. Essa escassez de registro e de conhecimento sobre a cultura neandertal influencia o pensamento de que os neandertais eram apenas homens das cavernas primitivos que foram superados e extintos pela chegada dos humanos modernos na Europa. Mas talvez eles não fossem tão primitivos assim.

Nesta quarta-feira (25 de maio) um grupo de cientistas liderado por Jacques Jaubert, da Universidade de Bordeaux, publicou o achado de estruturas construídas por humanos em uma caverna no sudoeste da França. A caverna Bruniquel esteve fechada desde o Pleistoceno e fora descoberta e visitada nos anos 90 pela equipe do arqueólogo F. Rouzaud que encontrou duas grandes estruturas anelares em seu interior, construídas com acumulações de estalagmites (formações que crescem do chão em direção ao teto pela deposição de carbonato de cálcio por água gotejante). O grupo de arqueólogos queria saber se estas estruturas haviam sido construídas por humanos modernos ou neandertais, o que poderia ser determinado pela datação das estruturas, mas a morte prematura de Rouzaud paralisou a exploração da localidade.

6000.jpg
Pesquisador da equipe tomando imagens da câmara que contém as estruturas anelares, localizada a 336 metros da entrada da caverna Bruniquel. Fotografia: Etienne Fabre/SSAC

Em 2013 o grupo de Jaubert retomou os estudos na caverna Bruniquel. Além das duas grandes estruturas anelares localizadas e uma câmara a 336 metros da entrada, a maior medindo 6,7 x 4,5m e a menor 2,2 x 2,1m, quatro outras acumulações menores também foram identificadas, sendo duas destas dentro da estrutura maior. O grupo inferiu que estas estruturas foram construídas intencionalmente, pelo padrão bem definido com que as estalagmites foram cortadas, com pouca variação de tamanho. Além disso existem traços deixados por fogo em todas as seis estruturas e sempre nas acumulações de estalagmites, nunca dentro dos anéis. Tudo isso sugere intencionalidade na construção das estruturas.

Os traços de fogo, assim como amostras da camada de calcita (o material que precipita e forma as estalagmites e estalactites) que recobriu as estruturas, permitiram a datação mais detalhada das estruturas. Os resultados indicaram uma idade de 175 a 177 mil anos para sua construção, sendo, portanto, muito anterior à chegada de humanos modernos à Europa. Nesta época, a única espécie de hominídeos vivendo nesta parte do planeta era o Homo neanderthalensis.

2090.jpg
Reconstrução 3D das estruturas da caverna Bruniquel. Notar uma estrutura anelar menor, no canto inferior direito da imagem, e outra maior no canto superior, contendo duas aglomerações no interior de seu anel. Fotografia: Xavier Muth/tomada in situ, Achéotransfert, Achéovision -SHS-3D

Os resultados deste estudo ilustram registros de que as sociedades neandertais possuíam elementos complexos, cujo surgimento teria sido muito anterior ao que se pensava antes. Dentre estes elementos está a organização social, fundamental para construção de estruturas (que demandam uma divisão de tarefas), cujo registro é bastante raro de ser encontrado antes do Paleolítico Superior (aproximadamente 42 mil anos). As estruturas da caverna Bruniquel são as primeiras a serem datadas com confiança ao começo do Paleolítico Médio, evidenciando a origem de organização social em neandertais alguns milhares de anos antes do que se pensava.

Qual seria a função destas estruturas na caverna Bruniquel? Evidências de ocupação de cavernas por neandertais eram conhecidas, mas estavam sempre relacionadas às porções mais próximas à superfície, expostas a luz solar. Ocupações profundas de cavernas eram anteriormente conhecidas apenas para os Homo sapiens, e são geralmente relacionadas a atividades simbólicas, culturais e funerárias. A construção de estruturas deste tipo e a utilização de fogo em cima das acumulações (e não no chão da caverna, como geralmente é encontrado) pode sugerir que os neandertais também exibiam comportamentos sociais complexos. Talvez nossa imagem dos neandertais como seres primitivos, homens das cavernas, deva ser repensada. Talvez eles fossem mais humanos do que pensávamos.

Escrito por: Gabriel S. Ferreira

Fonte: Jaubert J., et al. (2016) Early Neanderthal constructions deep in Bruniquel Cave in southwestern France. Nature. doi:10.1038/nature18291

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s